imagem da internet

A Black Friday já se tornou uma das mais esperadas datas do mercado virtual no Brasil e, ano a ano, tenta superar a má fama de Black Fraude. No Reclame AQUI, as reclamações cresceram até a edição de 2015, quando as queixas caíram e o resultado demonstrou novas falhas das grandes empresas. Por outro lado, o comportamento dos consumidores evoluiu. Sim! Os brasileiros estão pesquisando cada vez mais antes de comprar.

Mesmo assim, separamos os principais motivos de reclamações desde 2013 no Reclame AQUI para você ficar atento e não cair em furada quando for aproveitar as ofertas da Black Friday 2016.

2013

O site especial do Reclame AQUI para a Black Friday recebeu neste ano 8,5 mil reclamações durante as 24 horas de promoções. Os problemas com acesso no site lideraram as queixas, mostrando que as empresas tinham muito o que evoluir em infraestrutura.

Outro problema que causou muitas queixas em 2013 foi a falta de estoque.

Balanço Reclame AQUI 2013

2014

As reclamações aumentaram praticamente 50%, atingindo 12 mil queixas na edição 2014. Mais uma vez, os problemas para acessar site lideraram com um diferencial: muitos consumidores reclamaram da fila de espera das lojas virtuais.

Outros consumidores relataram dificuldade de finalizar compra e, em terceiro lugar, a maquiagem de preço, o famoso metade do dobro, apontou entre os problemas daquele ano.

Balanço Reclame AQUI 2014

2015

O ano da mudança! Com uma queda incrível para 4,4 mil reclamações, a edição do ano passado mostrou que o brasileiro comprou menos e pesquisou mais, o que minimizou significativamente o volume de reclamações.

Propaganda enganosa, problema para finalizar compra e divergência de valores foram os três problemas mais recorrentes na Black Fridar de 2015.

Balanço Reclame AQUI 2015

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

*